Igualdade de gênero e gestão de pessoas

Algumas das funções da gestão de pessoas são a de proporcionar pessoas competentes e a de satisfazer as pessoas presentes nas organizações. Por isso, é importante criar políticas que tentem atrelar objetivos pessoais dos funcionários aos objetivos empresariais. Essa é uma das formas de gestão que motivam à conquista de resultados cada vez melhores beneficiando tanto as corporações quanto as pessoas que fazem parte da mesma. Além disso, permite que os funcionários se tornem fiéis e permaneçam por um tempo maior na organização.

As empresas devem utilizar todos os recursos humanos disponíveis para prosperar. As mulheres, porém, como já citamos no texto sobre o mercado de trabalho machista, ainda são pouco aproveitadas e são minoria nos cargos de gestão mais elevados. A cultura organizacional na qual estão inseridas devem ser alteradas para que elas tenham as mesmas oportunidades. A administração de recursos humanos tem papel fundamental na criação de políticas de igualdade de gênero para que essa realidade seja desfeita.

gestão de pessoas texto

(Fonte: GP Temporários)

Um estudo realizado pelo Boston Consulting Group (BGC) de “Como as empresas brasileiras podem maximizar seu investimento em diversidade” revela que as políticas internas de diversidade de gênero ainda são básicas e ineficientes, não provocando mudanças efetivas nas organizações. Uma das causas seria a falta de engajamento e posicionamento dos homens nessas políticas. Por ser uma iniciativa que parte do setor de RH, muitas vezes o setor encontra dificuldade em mostrar para a direção e os gestores a importância de se promover ações como essa.

Foram citadas então seis medidas que estão sendo executadas no mundo todo e que estão provocando mudanças significativas no igual tratamento entre gêneros:

“1. Garantir compromisso genuíno, amplo e visível da liderança 
2. Construir um case de negócio claro para envolver toda a organização – diversidade tem que ser percebida como algo fundamental para o negócio, e não apenas politicamente correto 
3. Possibilitar o aumento da proximidade masculina à questão e difundir a cultura da diversidade 
4. Entender o ponto de partida; identificar as prioridades e os “pontos de inflexão” onde há maior chance de perder mulheres com potencial de liderança 
5. Focar em iniciativas eficazes e direcionadas (por exemplo, flexibilidade de horário) 
6. Monitorar progresso e promover adaptações.”

A Época revelou ainda uma lista das 20 empresas escolhidas como as melhores ao tratar mulheres:

empresas mulheres

(Fonte: Época)

Essa pesquisa levou em consideração alguns parâmetros como as oportunidades de crescimento profissional, cultura de trabalho na qual o funcionário se identifica, boa qualidade de vida, remuneração e benefícios adequados. A fim de melhorar esse problema e diminuir a disparidade da representação de homens e mulheres no mercado de trabalho, dados como esse podem ser levados em consideração juntamente com políticas de incentivo à igualdade de gêneros realizadas por empresas como essas para que sejam pesquisadas e sirvam de exemplo para as demais atuantes do mercado. Sempre ressaltando que empresas com mais diversidade se adaptam melhor às mudanças do mercado.

Nossa equipe apoia e põe em prática essa igualdade para que possamos juntos contribuir com a constante melhora da nossa sociedade. Faça parte disso você também, e aí, vamos desenvolvEla?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close